Exposição Itinerante

O Instituto Vital Brazil pode levar ao seu evento animais peçonhentos vivos e material didático sobre como conviver, evitar acidentes com estes bichos e primeiros socorros em caso de picadas. Os biólogos do Instituto vão aos eventos e passam as principais informações sobre os animais peçonhentos para os participantes.
São dois modelos de exposição, que variam de acordo com o porte do evento e o tamanho (e características) do local que o abrigará.

Estande para feiras:

A sensação do estande são os bichos vivos, como cobras, escorpiões e aranhas, levados aos eventos em aquários feitos em acrílico e com alças. As crianças adoram, os adultos também! Para completar a "aula" que o estande dá, os visitantes recebem material explicativo e assistem a um vídeo sobre os animais. No local, há ainda gente especializada para tirar as dúvidas que surgirem.
Se for o caso, o Instituto disponibiliza também um espaço para exposição desses animais peçonhentos nos eventos dos quais participa. É uma casa de 16 m2 construída com estrutura de alumínio e em polipropileno rayban, material mais leve e na cor que impede o aquecimento interno. A montagem é de encaixe e o piso é antiderrapante.

Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail sac@vitalbrazil.rj.gov.br ou pelo telefone 0800 022 1036.

"Vital Brazil - Um Sonho Feliz de Ciência":

Inaugurada em maio de 2008, a exposição itinerante "Vital Brazil - Um Sonho Feliz de Ciência" tem três módulos: o primeiro (Os primeiros passos do fazer científico no Brasil) traça um breve panorama histórico sobre o processo de consolidação das instituições científicas brasileiras, vindo desde o século XIX até as primeiras décadas do século XX. O segundo focaliza a trajetória de Vital Brazil. E o terceiro e último mostra, entre outras coisas, a contribuição da arte às ciências através da obra de um dos mais constantes colaboradores do cientista: Augusto Esteves, artista plástico e autor de um dos mais belos e preciosos acervos de ilustrações científicas em nosso país.

No primeiro módulo a mostra contextualiza o século XIX, tendo como marco a chegada da família real e apresenta um sintético panorama histórico sobre a formação de alguns dos primeiros Institutos de pesquisa e produção científica do país, entre eles o Instituto Emilio Goeldi, Instituto Bacteriológico Adolfo Lutz, o Butantan, Fundação Oswaldo Cruz e o Instituto Vital Brazil, em Niterói. É como um livro virtual. Por meio de um sofisticado sistema multimídia, o público pode folhear as páginas da história, necessitando apenas passar a mão acima da imagem. De forma lúdica e interativa, os visitantes têm a oportunidade de explorar o conteúdo.

O público também pode conferir na exposição fotos, história e informações sobre a família, mudanças e formação, personalidade, principais pesquisas, atuação como sanitarista no combate as epidemias, e o pioneirismo na produção de soros e vacinas e a especificidade do soro contra o veneno de cobras. É a "Linha do Tempo - Vida e obra", que possui recursos multimídia em 10 painéis de 1m x 2m cada. Em dois destes painéis estão embutidas telas interativas, contendo textos sintéticos, diversas imagens e vídeos.

Por fim, os visitantes podem ainda aproveitar para conhecer uma série de documentos e objetos originais do cientista e do Instituto: busto, cartas, medalha, selo, nota de dinheiro e animais peçonhentos (cobras, aranhas e escorpiões). A exposição "Vital Brazil - Um sonho feliz de ciência" é resultado da parceria do Instituo Vital Brazil com a Casa de Vital Brazil, museu mantido pela família do cientista na cidade mineira de Campanha.

Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail sac@vitalbrazil.rj.gov.br ou pelo telefone 0800 022 1036.